2008-02-25

Percepções

        O caso polémico dos lenços de papel oferecidos no parlamento italiano , que aparentemente serviriam para limpar o suor e que depois de analisados provaram que muitos dos deputados que votaram leis antidroga fumavam uns cacetes e davam umas linhas de branca não é inédito , pelo contrário , e mostra de forma inequivoca que existe entre a classe politica o sentimento de que a lei é para os outros , para a gentalha que merece os seus beijinhos em epoca de eleições mas não lhes merece a responsabilidade de serem no minimo coerentes com as proprias opções de vida .
        Os exemplos entre nós abundam , deputados que se deslocam a 200 km/h ou que fumam nos seus gabinetes em edificios públicos são uma afirmação mesquinha mas categórica , dum estatuto de impunibilidade que já há muito tresvasou da classe politica para a elite social , se a brandura e ligeireza com que são tratados casos de fuga ao fisco como as "offshores" do Jardim Gonçalves ou a diferença de tratamentos entre os casos Maddie e Joana deixassem algum tipo de duvidas sobre o tipo de justiça que temos , a guerra no seio da PJ e do Ministério Público seriam por si só elucidativas .
        Não serão necessárias analises exaustivas ou profissionais para facilmente concluirmos que para além duma justiça desajustada á realidade social , burocrática , lenta e cara , acessivel apenas a alguns , as forças directamente ligadas á sua aplicação encontram-se fora de qualquer control , servem interesses pessoais , jogos de poder e comportam-se como um estado dentro do estado , recorrendo sistemáticamente a metodos dignos das SS , torturando , manipulando provas , espesinhamdo normas de procedimento e sem qualquer tipo de pudor a justiça tem servido mesmo de arma de ataque pessoal e politico . O ataque disferido ao proprio partido socialista elucida de alguma forma o tipo de poder nas mãos destas forças , mas também a sua impunidade , o 1º degrau da escada da justiça está inequivocamente podre , casos como o "Bexiga" , "Casa Pia" ou "Apito Dourado" provam que o resto da escadaria não estará muito melhor ...
        Quando juntamos a ineficácia , a arbitariedade e a manipiulação da justiça com a injustiça social temos um cocktail perigoso de consequencias imprevisiveis que não auguram certamente um futuro feliz para ninguém .
        A história ensina-nos que a mioria dos colapsos sociais foram despoletados por situações onde a corrupção impera e a justiça perdeu a credebilidade cavando fossos sociais , sendo esta conjunção de factores o alimento principal de movimentos extremistas radicais , a situação caótica da justiça e a consequente injustiça é uma passadeira vermelha a esse tipo de pessoas e ideologias , o exemplo arabe deveria servir de aviso , a gihad é certamente um movimento religioso mas foi despoletado pela injustiça social , pela impunidade com que se esbanjaram recursos que deveriam ser canalizados para o bem social , pela indiferença e pela forma desumana como foram tratados os que ergueram contra ela as suas vozes .





0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial