2008-02-22

O Violino e o Jazz

Se entendermos a espiritualidade dos instrumentos musicais pelas emoções e sensações que provocam na alma , pela facilidade com que desperta sentimentos profundos o violino assume-se um pouco como o sacerdote desta sociedade .






A usual expressão "fazer o violino chorar" sintetiza de alguma forma a capacidade deste instrumento encarnar sentimentos de dor , sofrimento e tristeza , mas o violino consegue igualmente ser alegre , vivo , mesmo eufórico , versatilidade que não impediu o seu ostracismo fora da musica clássica , desprezado pela musica ligeira moderna em geral foi bem recebido pelo jazz e mais tarde pelo Jazz-Rock onde Jean luc Ponty representa o expoente maximo desta ligação feliz .



O numero de violinistas de peso no jazz é muito reduzido , facto ao qual não deve ser alheio as dificuldades técnicas próprias dum instrumento dificil e com um largo periodo de aprendizagem e dominio , mas também vitima do modernismo duma sociedade eletrónica que em determinado momento profetizou a morte dos acusticos mas nunca foi capaz de reproduzir sonoridades tão limpidas e puras como as destes , teve de aceitar a permissa se não os podes vencer junta-te a eles , os violinos eletricos ou amplificados surgiram então , Jean Luc Ponty seria dos pioneiros a eletrificar o seu violino , Stephane Grappelli , membro duma geração anterior , seria pelo contrário dos poucos violinistas recentes de jazz a manter-se fiel ao acustico , que apesar das evoluções constantes da eletronica continua a ser uma sonoridade cristalina inclonavél







Em baixo poderão escutar um tema de cada um destes mais conhecidos violinistas de jazz , não esquecendo Carlos Zingaro , um dos poucos portugueses a fazer nome na historia do jazz e que teve direito a dois temas. Evidentemente os violinistas de jazz não se esgotam aqui , existem muitos outros , alguns que nem conhecerei , mas estes são de facto os nomes mais conhecidos e consagrados .



Stuff Smith
Joe Venuti
Ray Nance
Stephane Grappelli
Svend Asmussen
Jean Luc Ponty
Don Sugar Cane Harris
Zbigniew Seifert
Michael Urbaniak
Regina Carter
Carlos Zingaro I
Carlos Zingaro II






A história do violino perde-se na noite dos tempos
os primeiros antecessores aparentados de alguma forma com o violino , tocados com crina de cavalo , tiveram origem nas estepes da Asia Central sendo dificil precisar uma data , usado por cavaleiros nomadas turcos e mongois , espalhou-se pela China , India e Médio oriente , reemergiu na Europa a meio doSec XVI .

O mais antigo violino com 4 cordas documentado , foi construido por Andrea Amati de Cremona , Itália , em 1555 . Tornou-se rápidamente popular quer entre os musicos de rua quer os que animavam as festas da nobreza , o própio rei francês Carlos IX encomendou a Amati 25 violinos no ano de 1560 . O violino mais antigo sobrevivente é precisamente um desse lote .
Existem outros violinos anteriores também documentados , mas possuem apenas 3 cordas , o primeiro violino parecido com os que hoje em diaencontramos foi ode Andrea Amati .


A construção de violinos centrou-se em Itália e foi quase sempre um negócio de familia , os Amati dedicaram varias gerações ao fabrico destes instrumentos mantendo-se activos durante 200 anos , entre 1540 e 1740 . A familia Guarneri dedicou 118 á mesma tarefa , começando com Andrea Guarneri em 1626 . A familia Stradivari , de Cremona , produziu violinos entre 1644 e 1737 . Os Stradivarius são com os Guarneri os mais famosos representantes dos anos de ouro da construção destes instrumentos , procurados avidamente por colecionadores e violinistas , o seu valor é inestimável . Os Gagliano , Alexander , Nicolo e Ferdinand Gagliano também foram famosos construtores assim como Giovanni Battista Giudagnini que osproduziu-os entre 1617 e 1786 . Jacob Steiner de Adsam no Tirol foi outro destes mais notaveis e famosos construtores de violionos e exerceu entre 1617 e 1683 .


Um dos violinos mais famosos do mundo foi baptizado "The Messiah" ou "Le Messe" , e tem a particularidade de ser um virgem , construido em 1716 por Antonio Stradivari , nunca foi tocado e encontra-se guardado no Ashmolian Museum of Oxford .



Já que falamos de violinos , um historia curiosa envolvendo um desses instrumentos . Não sei se leram ou ouviram a noticia que relatava o infeliz episodio dum jovem violinista que dias atras , após um concerto tropeçou , caiu e destruiu um Stradivarius com quase 300 anos . A recuperação do violino vai demorar um ano , custar 80.000 euros e provavelmente não voltará mais a ter o mesmo som . A moral da historia resume-se numa frase pouco ortodoxa que um amigo meu gosta imenso de citar , há dias de manhã que um gajo á tarde não devia sair á noite ...





Na Wikipedia poderão encontrar informações detalhadas sobre o violino no link VIOLINO .
Neste LINK encontrarão uma listagem dos principais violinistas e respectivas fotos





2 Comentários:

Às 22:59 , Blogger isabelcristinamro disse...

Gostaria de sugerir...oo jazz violinista Rudi Berger...é compositor e arranjador...voce pode ver o site www.rudiberger.com
e tem videos no youtube.

 
Às 23:00 , Blogger isabelcristinamro disse...

Gostaria de sugerir...oo jazz violinista Rudi Berger...é compositor e arranjador...voce pode ver o site www.rudiberger.com
e tem videos no youtube.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial