2007-09-22

O Passado Ataca de Novo

    Trinta anos depois os eletricos voltam á baixa do Porto , a modernidade ou se preferirem os modernismos que os condenaram ao exilio , descendentes directos dos que destruiram o Palácio de Cristal e as arvores que decoravam grande parte das nossas avenidas , o modernismo que condenou á desertificação um dos maiores centros de convivio social da nossa cidade quando retirou a feira popular e os restaurantes do jardins do palacio , onde nas noite quente de Verão os tripeiros tanto gostavam de conviver , anunciam pomposamente o retorno , nem as aves de rapina faltaram á inauguração , autarcas de grandes ambições , profetas das obras megolomanas , os defensores do « morrer á fome mas andar de ferrari »...

    A cidade invicta que resistiu heroicamente ao maior exercito do mundo na epoca , as tropas napoeónicas , e sobreviveu , enfrenta agora um desafio ainda maior , a imcompetencia dos Srs que das suas torres de marfim decidem qual a operação cósmetica seguinte , corridas de automoveis , aviões , eletricos , capital da cultura , casa da musica , nunca me pareceu que fosse de operações de cosmeticas que a nossa cidade precisasse , mas quem sou eu ?


     Quando era miudo os eletricos eram mais uma forma de divertimento que um meio de transporte , andar á guna , saltar em andamento e o próprio acto de apanhar um eletrico apinhado onde não cabia nem mais uma mosca , mais que uma necessidade eram um divertimento e uma aventura .
     Quando ia para a praia , todo o centro do porto era servido por uma linha apenas , da Batalha á Praça da Républica, Boavista , Foz . Era sempre um monte desgarrado de pessoas a tentar entrar num eletrico á pinha , mas melhor era no retorno , quando na paragem da praia mais de 300 pessoas viam chegar um eletrico , imagine-se , completamente vazio , era um exemplo puro da beleza da anarquia , no comments ...
    Como é que se salta dum eletrico em andamento ? Simples , se dominarmos a tecnica , o artista coloca-se na plataforma , olhando no sentido em que este se desloca e salta exactamente desta posição , mal se toca o chão alguns passos no sentido inverso , seja caminhar para trás , e está feito . Qualquer variante que não repeite escrupulosamente este procedimento é tombo certo .
     Adoravamos fazer isso , quanto mais rapido melhor , fi-lo bastante vezes até ver um amigo com uma perna partida , impressionou-me tanto ver aquela perna que mais pareciam duas que decidi optar por desportos menos radicais .




1 Comentários:

Às 09:11 , Blogger Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Pois eu adoro electricos. Já aqui tenho um fascinio por esse meio de transporte.
A próxima vez que for ao Porto, faz favor de me levar a dar uma volta no electrico...mas...não precisamos saltar para dentro dele em andamento.ok?
Beijo

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial