2007-09-10

Um hino da Alegria , Assobiado

Vou-vos falar duma pessoa muito especial e com quem aprendi a maior parte do palvreado que usei no ultimo post , A Amélia do Assobio .
A D. Amélia , a Amélia do Assobio , tem perto dos 70 anos , é uma pessoa simples , humilde , analfabeta , não conhece uma única letra e é a pessoa mais alegre , malcriada e divertida que alguma vez conheci . A alcunha por que todos carinhosamente a conhecem , ganhou-a quando ao fim de muita investigação , eu e os vizinhos com casa pras traseiras descobrimos que ela era que durante o trabalho assobiava interruptamente das 9 ao meio dia , dia apos dia , semana apos semana , mes apos mes , o assobio só parou quando a patroa se reformou e a proibiu de assobiar enquanto trabalhava .
Isto foi talvez há dez anos e durante este tempo desenvolvemos uma grande relação de amizade , eu adoro-a , transborada alegria por todos os cantos , diz piadas , asneiras , conta anedotas , ri , faz a festa e deita os foguetes , diz com a maior naturalidade coisas que nunca pensei alguém tivesse lata de dizer .
Logo nos primeiros dias que nos conhecemos , ela disse que qualquer coisa era feia , contradisse que era bonita , ela respondeu :
- Vai-te foder , sabes lá tu bem o que é bonito , bonito bonito são os culhões a bater no pito .
Eu até corei , ela gozou como uma perdida , nunca tinha ouvido esta ...
Já vi que ficaram um bocado chocados com o ultimo post , não vou repetir mais nenhuma das suas alegações , mas gostava de dizer mais uma coisa . Na verdade acho que em toda a minha vida nunca conheci pessoa mais alegre e bem disposta , o que me levou a pensar que teria uma vida calma , estavel , rodeada de pessoas que a amavam ,
mas a realidade estava muito longe da minha imaginação . É uma pessoa que sofreu muito durante a vida , mesmo muito , enviuvou cedo , dois filhos toxicodepentes , um dos quais acabou por contrair o HIV , que amiude lhe davam uma sova quando não tinha dinheiro para lhes matar a ressaca , a insultavam , partiam tudo lá em casa . Voltou a casar , o tipo era um bebado , também não durou muito , um dia saiu da tasca com a motoreta , ia tão acesso que se esborrachou contra a primeira parede . A D. Amélia teve de voltar a casar para de alguma forma estar protegida dos filhos , mas continua
a trabalhar , todos os dias da semana , como mulher de limpeza , para os sustentar .
Ontem chegou , disse-me , sabes o meu homem ainda há tão pouco tempo foi operado á hernia e já anda outra vez com problemas . Que carago de chatice .
Tentei controlar-me mas não consegui , disse-lhe :
- Vai-te lixar Amélia , passas a vida a puxar pelo homem , esfalfas o homem e depois não queres que ele tenha hernias .
Escaqueirou-se a rir e rematou :
- Vai levar onde levaste ontem á noite .



0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial