2007-08-06

Contos da Primária , Texto 5

No meio de todo este circo de réguadas acabava por ser um preveligiado , como era bom aluno raramente apanhava por errar , quase tudo se resumia a umas reguadazitas nos ditados , onde um erro era uma reguada , sempre muito longe dos 10 , 20 ou 30 erros que muitos dos meus amigos cometiam , que inevitavelmente correspondiam a 10 , 20 ou 30 reguadas .
A verdade é que não imaginava o que era levar 20 ou 30 vezes com uma regua grossa nas mãos , pensei sempre que não podia ser muito diferente de levar 2 ou 3 , um dia descobri que era de facto muito diferente ...

O Guilherme , o Gui , era meu amigo e vizinho , estudavamos muitas vezes juntos , não sendo um optimo aluno , era uma aluno razoavel , contudo diante do Areias o medo bloqueava-o de tal forma que não conseguia responder a nada . Os interrogatorios da tabuada então eram uma desgraça , ele sabia a tabuada mas no momento da verdade simplesmente bloqueava . Depois hesitava a dar a mão e muitas vezes retirava-a e levava sempre sovas de caixão á cova .

Um dia fizemos ambos parte do grupo de alunos escolhidos para as perguntas da tabuada , como de costume ao fim de 5 minutos o Gui já tinha levado imensa porrada , aquilo estava a incomodar-me tanto que não resisti e numa das perguntas disse-lhe baixinho a resposta .
Fi-lo inconscientemente , sem pensar , sem medir as consequencias , normalmente nunca me atreveria a tanto , tinha noção que era das coisas que podiam enlouquecer a fera , mas fi-lo e o Areias topou ...
Mandou sentar os outros e perguntou-me se lhe tinha dito a resposta . A minha vida já estava em jogo , nem me atrevi a negar , isso seria certamente equivalente a um suicidio . Então virou-se para o Gui e disse :
- O teu colega ao segredar-te a resposta , não te está a ajudar , pelo contrário está a prejudicar-te , a impedir que aprendas , dado que foste tu a pessoa mais prejudicada com esta acção vais ser tu a castigá-lo .
Entregou-lhe a régua e um aviso , vais bater-lhe com toda a tua força caso contrario es tu quem leva ...
Lá estiquei a mão e o Gui deu-me a 1ª reguada ... O parvalhão nem sequer foi capaz de disfarçar , parecia mais que me estava acariciar a mão , mal senti a régua ....
Este erro custou-lhe meia duzia de reguadas em cada mão e fiquei eu e o Areias , frente a frente .
Primeiro lavou-me os ouvidos e depois deu-me tantas reguadas que perdi a conta ...
O mal das reguadas é que 2 ou 3 não são nada do outro mundo , mas depois de 10 ou 12 torna-se muito muito doloroso , as mãos incham , a pele arde e cada pancada parece dada directamente sobre os ossos .
Não lhe dei contudo o prazer de hesitar uma unica vez ao esticar a mão e olhei-o sempre olhos nos olhos enquanto levava . Não lhe queria também dar o prazer de me ver chorar , mas a meio as dores eram tantas que não consegui evitar que algumas lagrimas escorrecem pela face ...
Nesse dia tive de pedir a um amigo para me levar a pasta , não conseguia mexer as mãos e qualquer contacto era doloroso , estavam inchadas , enormes , vermelhas , nem pareciam as minhas mãos ...
Conclusão ? Espero que esse filho da puta esteja a arder no inferno ...



1 Comentários:

Às 17:55 , Blogger Milu - miluzinha.com disse...

Vim aqui ter por acaso, mas ainda bem, porque já me escangalhei a rir. Também tive dessas experiências e até julgava ter sido uma autêntica desgraçada neste aspecto, até ler este seu post. Tudo isto é tão terrível que parece mentira, mas eu sei, que haviam professores que só de se ouvir o nome ficávamos aterrorizados e sentíamos um frio terrível a crescer na barriga!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial