2007-05-24

Medicinas Alternativas

    Um médico consegiu 15 dias de férias e vai juntar-se á familia . Atravessa uma terriola deserta , no meio do nada , quando se apercebe que está sem gasosa . Num golpe imprevisto do destino avista um posto de abastecimento . Porém a bomba está fechada e não se vê absolutamente ninguém .
     Alguns minutos depois chega um puto muito ranhoso , o medico pergunta-lhe onde está toda a gente e porque não tá a bomba a funcionar .
- Tão todos na capela , morreu a filha do dono da bomba , respondeu o puto .
O médico sem hipotese de sair dali decidiu ir até á capela , deu os pesames ó pessoal e de relance com o seu olho apurado detecta um movimento muscular na morta .
Identifica-se como médico e explica que a miuda nao está morta , está num estado letargico mas nao morta .
- Sério sr Dr , e que havemos de fazer , pergunta o pai .
- Bom , isto dava muito trabalho estar a leva-la a um hospital para reanimação , fazemos assim , ela tem namorado ? Ele que lhe salte toda a noite na cuequinha que de manha a sua filha vai estar sã que nem um pero , responde o médico .
Dito e feito , a miuda levantou-se de manha feliz da vida . O pai não cabia em si de contente , abraçava o médico e dizia , voce é um santo , vou fazer uma grande festa e você é meu convidado . Mas o médico que já perdera uma noite e tinha a familia á espera , recusou gentilmente , prometeu visitá-lo no regresso e beber um copo com ele .
Quinze dias depois quando regressa , dejá vu , de novo tudo vazio , bomba fechada , não se via vivalma .
Alguns minutos depois aparece o puto ranhoso muito ofegante e diz :
- Ah Sr Dr , que bom o sr ter vindo , foi Deus que o mandou , aconteceu uma desgraça , o dono da bomba bebeu tanto no dia da festa que caiu morto , nós bem que tentamos , mas já mais de metade da aldeia lhe foi ao cu e ainda não o conseguimos reanimar...



1 Comentários:

Às 21:43 , Blogger P. Guerreiro disse...

Nunca confiando nessas medicinas alternativas...deixem-me morrer em paz!
Um abraço!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial