2007-03-28

Jesus Christ Superstar

As operas-rock tiveram um papel menor na história do rock , menor mas importante , importante porque as poucas que foram feitas e contam-se pelos dedos da mão as mais importantes , Tommy , Hair , Fantasma do Paraiso , Horror Rocky Picture Show e Jesus Christ Superstar , foram obras muito conseguidas seja na vertente musical ou cinematografica , ocupando um lugar de destaque entre as melhoras obras dos musicais .


De todas , a mais famosa talvez seja Jesus Christ Superstar um musical de rock de Andrew Lloyd Webber, com texto de Tim Rice. Apresentado em 1970, destaca as lutas políticas e pessoais de Judas Iscariotes e Jesus. A ação ocorre, na maior parte, conforme os evangelhos da Bíblia sobre a última semana da vida de Jesus, começando com a chegada em Jerusalém e terminando com a Crucificação.
Grande parte do enredo é focado na personagem de Judas, que é retratado como uma figura trágica, realista e conflitada que não está satisfeita com a aparente falta de planejamento político e afirmações de divindade de Jesus.


Video extraido da opera-rock Jesus Christ Superstar

JCS Video


Alguns dos outros temas da banda sonora

Heaven On Their Minds
I Don´t Know How to Love Him
King Herodes Song
Pilate and Christ
Pilates Dream
The Arrest
This Jesus Must Die
Trial Before Pilate

LINKS

JCS Wikipedia
JCS The Movie , from Stage to Screen
Comentário de Bruno Cal



4 Comentários:

Às 12:28 , Blogger P. Guerreiro disse...

Fui ver este filme co cine estúdio Lido, aquele que mais tarde se tornou numa discoteca e que depois morreu. Já lá não vou há algum tempo. Comprei o disco por trezentos e vinte escudos, em primeira mão, dos discos mais antigos que possuo. É um filme que me trás muitas recordações...
Tal como os Doors dos quais possuo a discografia em vinyl (Juntamente com Led Zeppelin e Pink Floyd são as únicas discografias completas...E tantos sacrifícios que eu fiz para as adquirir...Outros tempos)fiz uma nova audição, com riscos, pó, agulha já um pouco gasta, o cheiro do cartão a cheirar a mofo, fez-me bem ouvi-los assim.

Um abraço e até sempre.

 
Às 12:44 , Blogger Suga_Mentes disse...

Olá Guerreiro , tá tudo bem contigo ?
Se puderes faz-me um favor , tinha a ideia que na versão original um dos membros era o Ian Gillan , vocalista dos Deep Purple , e que era alias um dos principais , Cristo ou judas , mas aparece apenas nesse original , podes confirmar ?
Bom domingo , um abraço

 
Às 00:11 , Blogger P. Guerreiro disse...

"Jesus Cristo Superstar foi uma famosa ópera rock que agraciou os teatros no início dos anos setenta no mundo todo, inclusive no Brasil. Escrita pelos ingleses Andrew Lloyd Webber e Tim Rice em 1970, seu enredo trata dos últimos sete dias na vida de Jesus, vistos pela perspectiva de Judas Iscariotes. É a primeira vez que o evangelho é retratado desta maneira. Como não encontraram quem se dispusesse a investir dinheiro para levar a peça ao palco, o duo gravou primeiro sua trilha sonora, tendo nela nomes que, embora desconhecidos à época, ganhariam certo nome no futuro próximo. Nomes como Ian Gillan, vocalista de Deep Purple, e Yvonne Elliman que além de aparecer em vários discos de Eric Clapton, teria ainda um sucesso seu na era da discoteca (“If I Can’t Have You”). Outros nomes nesta primeira gravação incluem os músicos Steve Ray Vaughan, Chris Spedding e Henry McCulloch, e cantores de renome na época, como Madeline Bell, Terry Saunders, P.P. Arnold, Kay Garner e Tony Ashton.


O sucesso do disco, principalmente nos Estados Unidos, levou a peça a estrear primeiro na Broadway já com outro elenco, diferente do disco, embora nomes como o de Yvonne Elliman e Barry Dennen permanecessem. O sucesso do trabalho levou a peça a ser encenada em diversos países, tendo, até hoje, versões em pelo menos vinte e duas línguas diferentes, inclusive português, húngaro e até japonês.


Em 1973, o diretor Norman Jewison levou tudo para o cinema, filmando toda a história no deserto árido circundando Jerusalém, em Israel. Para o filme, Ian Gillan foi novamente procurado para retomar seu papel de Jesus; o cantor, porém, preferiu se dedicar a sua banda DEEP PURPLE e declinou o convite. Jesus seria interpretado, então, pelo americano Ted Neeley, que pode ser lembrado por alguns por suas aparições como um vilão no seriado de Tv “O Homem do Fundo do Mar”. Curiosamente, Yvonne Elliman e Barry Dennen repetiram seus papéis, sendo assim os únicos a participarem dos três projetos: disco, peça e filme."

Era muito novo quando a irmã de um amigo meu trouxe para Portugal um disco com este nome, gravação baseada na versão original para teatro. Nessa versãO O vocalista era Ian Gillan. O disco que possuo é a banda sonora do filme de 1973.

Baseado neste facto pesquisei na net e encontrei a confirmação do que me lembrava a qual te transcrevi(Copy/Past).
Um abraço do teu amigo Paulo!

 
Às 09:02 , Blogger Suga_Mentes disse...

Obrigado Paulo , a proposito ouvi qualquer rumor que o Laféria queria fazer a ópera , vamos esperar para ver . Boa semana , um abraço e obrigado por te teres dado ao trabalho .

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial