2007-01-03

Lester Young , o Presidente


Lester Willis Young , apelidado "Prez" (o presidente) , saxofonista tenor e clarinete nasceu en Woodville , Mississipi , a 27 de Agosto de 1909 e faleceu a 15 de Março de 1959 em Nova Iorque .

Ao lado de Charlie Parker , representa duas das maiores influencias do jazz moderno , não só no tenor sax , as escolas Parkeriana e Lesteriana estão na base do desenvolvimento das estruturas musicais que viriam a originar os principais estilos do jazz apos a decada 40 .



O bebop , cujas figuras de proa foram Dizzy Gillespie e Parker , criara uma lacuna ao fechar as portas ao intimismo lirico , Young representa uma reação a este barroquismo exarcebado , cultivou a visão intimista , uma percepção atenuada do mundo musical que caracteriza os musicos de tendencia Cool (alusão aos paraisos artificiais ), novimento de quem Young se diz ser o pai .



A sonoridade destrimbada de Young , o vibrato discreto , muitas vezes imperceptivel , a forma limpa de tocar , perfeitamente equilibrada , trouxeram ao jazz um tom de espiritualidade que em vão se tentaria encontrar no Bebop ortodoxo . Numa época em que todos se esforçavam , na esteira de Hawkins , por soprar forte e produzir um som amplo , rico em harmonicos e sobrecarregado ainda por um vibrato arquejante , teve a coragem de divergir , questionar opções e assumir tendencias que na epoca eram consideradas revisionistas .

Tres musicas de Lester Young , actuando como convidado do trio de Oscar Peterson

The Sunny Side of the Street
These Foolish Things
Back Home Again in Indiana


Todos os saxofonistas tenores ( e não só ) que se lhes seguiram foram inevitavelmente influencidos por ele , Parker , ou ambos , diz-se que há o jazz antes e depois de Lester . São estas tendencias lesterianas que vamos encontrar em musicos como Stan Getz , Ben Webster , Zoot Simms , Jimmy Giuffre , Herbie Stewart e em todos os musicos cool , a sensibilidade intimista , a sensualidade do discurso melodico , devem em certa parte a sua essencia a Lester Young .


Filho dum musico multi-instrumentista que dirigia uma orquestra ambulante , aprendeu sax e bateria de forma a integrar a banda . Teve uma infancia dificil , foi engraxador e ardina . Aos 18 anos separa-se do pai e arranja um contrato como saxofonista baritono na banda dum tal Art Bronson . Passou então ao sax tenor , instrumento ao qual permaneceria fiel .



Aos 20 anos faz parte duma das ultimas orquestras montadas por Joe « King » Olivier , depois os Blue Devils de Walter Page e em 1934 integra a famosa banda de Fletcher Anderson onde substitui Coleman Hawkins . Tempos dificeis , a sua sensibilidade , sonoridade e fraseado , opunham-se de tal forma ao seu antecessor , a quem todos esperavam que imitasse , que conduziriam inevitavelmente a criticas negativas . Passa pela banda de Andy Kirk e chega á famosa banda de Count Basie onde alcança enfim a notoriedade merecida . Aí permanecerá até 1940 , a mobilização e a guerra marcaram-no profundamente , mas marcam também o principio da glória , os seus solos são estudados como uma biblia por musicos brancos e negros , foram tantos os que se impergenaram com os seus solos , que constituiram uma verdadeira escola lesteriana .


Necessariamente não se poderia omitir da obra de Young a colaboração e cunplicidade musical establecida com uma das maiores divas do jazz , Billie holiday , por quem sentia uma profunda admiração e que frequentemente acompanharia .

Gravado a 12 de Janeiro de 1938 , Billie Holiday e Lester Young , When a Woman Loves a Man
When a Woman Loves a Man

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial